Menu fechado

Ficha Técnica

Produtora(s):Naughty Dog
Publicadora(s):Sony Computer Entertainment, Universal Interactive Studios
Plataforma(s):PlayStation, PlayStation Network
Gênero(s):Plataforma
Modo(s):1 Jogador
Data(s) de Lançamento:05/11/1997 (EUA)
12/12/1997 (EU)
18/12/ 1997 (JP)
Acessório(s):Memory Card 1 bloco
Título(s) Alternativo(s) :Crash Bandicoot 2: Cortex no Gyakushuu! (JP)

Detonado

Dicas e Códigos

História

Após derrotar Neo Cortex, jogando-o na mata após derrubá-lo de seu dirigível, Crash Bandicoot retorna à N. Sanity Beach e lá vive em paz com sua irmã Coco Bandicoot.

Quando todos achavam que Neo Cortex não ia mais incomodar nossos amigos, eis que ele cai numa caverna cheia de cristais chamados Power Crystals (Cristais do Poder). Juntamente com seu novo aliado N. Gin, Neo Cortex consegue construir uma nave para monitorar todo o planeta. Neo Cortex precisava de mais cristais do poder para reconstruir seu Evolv-O-Ray. Para isso, Cortex convoca Crash, este sem saber que estava sendo enganado.

Cortex diz a Crash através de um holograma que Nitrus Brio quer os cristais do poder para destruir a ilha de N. Sanity Beach. Crash acredita e corre atrás dos cristais, mas por outro lado, Brio também adverte Crash sobre o plano de Neo Cortex, além de sua irmã Coco que lhe dá conselhos durante sua aventura.

Será que Crash será capaz de evitar que Neo Cortex reconstrua seu Evolv-O-Ray e, além disso, evitar a destruição de sua casa?

Análise

por Paulo Moreira – revisado em 27/12/2014

Em 1996, após o lançamento de Crash Bandicoot, a Naughty Dog já começou a pensar na continuação desse jogo que, para insatisfação deles, só fez sucesso no Japão. Pensando no público americano e europeu, a Naughty Dog se une a Cerny Games e, em parceria com Charles Zembillas, eles desenvolvem o novo visual de Crash Bandicoot. A mudança foi tão drástica que, Cortex Strikes Back ficou bem diferente do antecessor, tanto gráfica como visualmente falando.

Em 1997 sai Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back com gráficos muito melhores que o primeiro jogo da série. Com as mudanças que a Naughty Dog fez, o jogo aumentou a renda da empresa, tornando o jogo Crash 2 um dos mais vendidos do PlayStation na época.

Analisando tecnicamente o jogo, ele possui muitas evoluções em comparação ao primeiro Crash lançado em 96. Os gráficos foram melhorados ao quadrado, sendo um dos mais bonitos do PlayStation desde então. O pulo do Crash que, no primeiro, foi feito com poucos sprites, tornando-o medíocre, parecendo falso, desta vez estava mais suave, utilizando assim mais sprites que antes. Os cenários ficaram lindos, muito coloridos, principalmente as fases de chuva (das ruínas) e as da floresta.

A adição de movimentos ao personagem é um dos pontos altos da jogabilidade de Crash 2. Crash agora pode dar barrigadas no chão para descobrir passagens secretas, destruir caixas mais fortes e, para a alegria de todos, se você morrer, não precisará pegar todas as caixas outra vez como acontecia em Crash 1 (versões americana e europeia) que frustravam muitos ao ter que repetir a fase toda de novo. Agora, a contagem das caixas coletadas aparece na tela, bastando apertar Triângulo para saber quantas caixas já coletou, porém não apresenta o total das caixas da fase (mas já era alguma coisa).

Os movimentos de Crash continuam simples como na versão anterior, mas com a adição de novos bem úteis e não são difíceis de se realizar.

As fases de bônus continuam nesse jogo e também foram melhoradas. Agora, você usa uma plataforma para ir às áreas de bônus do jogo. Você coleta os itens da fase bônus e sai normalmente dele, mas sem salvar. O jogo já oferece o Save Game na seleção de fases, aqui chamado de Warp Room (Sala de Transporte).

Uma coisa que deixou muita gente chateada é o fato de a Naughty Dog apresentar a irmã de Crash – Coco Bandicoot – mas sem poder jogar com ela. Muitos esperavam jogar com Coco Bandicoot, mas não seria nessa aventura que Coco mostraria suas habilidades. Nesse jogo Tawna não aparece, deixando assim uma pergunta no ar: qual era o papel dela então no jogo Crash 1 e por que ela não apareceu nesse jogo já que é uma continuação direta do antecessor?

Gabriel Santos enviou um e-mail explicando o motivo da Tawna não aparecer neste jogo e nos seguintes: “Tawna era namorada de Crash, até o objetivo do jogo era resgatá-la, mas ela tinha um sex appeal muito exagerado e já que o jogo era mais para crianças, então a retiraram do jogo e isso gerou certa confusão. Eu mesmo, na primeira vez jogando Crash 2 (não manjava nada de inglês), achei que Coco era a nova namorada de Crash ou filha, algo do tipo, mas não irmã. Eu tinha ficado muito confuso do porquê ela ter sumido.”

Os sons continuaram bons. Foi a única coisa boa que vimos em Crash 1 e que, felizmente, continuou nesse jogo. Os sons de chuva nas fases, dos pássaros, dos ecos nas fases no esgoto ficaram bem próximos da realidade.

Concluindo: o jogo ficou ótimo. Os pontos positivos são vários como citados nessa Avaliação: jogabilidade simples, gráficos espetaculares, sons muito bons e desafio simples. Em 2008 o jogo foi relançado pela loja virtual da Sony – PlayStation Store no PlayStation 3 e PSP.

Som
9
Gráficos
10
Desafio
9
Jogabilidade
10
Geral
9

Nota do Site

9.4

Bom

Pontos Positivos

Pontos Negativos

Análises dos Visitantes do site

9.4
(16)

#16 – Data: 02/04/2017 – Identificação: Cassio

Som10“A trilha sonora continua maravilhosa como sempre.”
Gráficos10“Grande update gráfico em relação ao primeiro Crash Bandicoot.”
Desafio8“Crash Bandicoot 2 decepciona somente em um ponto: o jogo é relativamente curto. Mas a coleta das gemas aumenta a sua longevidade.”
Jogabilidade9“As novas habilidades, movimentos, checkpoint e sistema de salvamento melhoraram o jogo em relação ao primeiro.”
9.3

#15Data: 05/06/2014 – Identificação: Louiz

Som10“Por mim, a trilha sonora deste jogo é a melhor de todas da série. As músicas combinam perfeitamente e são muito originais.’
Gráficos9.5“Melhorados em relação ao anterior e estupendos para um jogo de PS1.”
Desafio10“Chegar até Cortex é bem fácil e rápido, porém completar o jogo em 100% já dá uma dificuldade maior. Poderiam ter feito o jogo um pouco mais difícil, mas ainda assim é ótimo.”
Jogabilidade9“Muito bem feita e os controles respondem de uma maneira ótima, e as fases combinam perfeitamente com a jogabilidade.”
9.6

#14 – Data: 24/03/2013 – Identificação: Pedro Augusto Spanhol

Som8“Combina com as situações, mas há melhores.”
Gráficos9“Muito bom pra PS1.”
Desafio9“Difícil, mas poderia ser mais.”
Jogabilidade8“Houve melhora de jogabilidade, mas ainda poderia ser melhor.”
8.5

#13 – Data: 26/01/2013 – Identificação: Lucas Messa

Som9Trilhas e efeitos sonoros dignos de um clássico de Crash Bandicoot.
Gráficos10Houve uma grande evolução em relação ao jogo anterior. Para um jogo de PSOne, supera expectativas.
Desafio9“Zerar o game é um desafio e tanto, porém a dificuldade está na medida certa.”
Jogabilidade9“Outro item que melhorou em relação ao primeiro game. A variedade de movimentos é muito maior.”
9.3

#12 – Data: 02/01/2013 – Identificação: “Planeta Gamers”

Som9.5“Músicas incríveis melhores que as do game anterior. A minha favorita é a da Warp Room. Só o som da cachoeira das fases de água que não me fez das um 10.”
Gráficos10“Melhorou muito em relação ao Crash 1.”
Desafio8“Não e muito desafiador em questão a dificuldade, mais esconde muitos segredos para pegar as gemas como fases secretas, e etc…”
Jogabilidade10“A jogabilidade melhorou muito, além de ter trazido novas habilidades.”
9.4

#11 – Data: 16/12/2012 – Identificação: João Victor

Som9“Bom, está ótimo, mas as músicas de, por exemplo, fase de água (do negócio que fica na água, não sei o nome) ficou estranho.”
Gráficos9“Estava ótimo para o PS1 daquela época.”
Desafio8“Algumas vezes é meio estranho o local das gemas coloridas.”
Jogabilidade8“Está ótima, mas um pouco confusa.”
8.5

#10 – Data: 10/03/2012 – Identificação: Bruno Rodrigues

Som10“Muito bom, melhor que o antecessor.”
Gráficos10“Ótimos, o visual do Crash foi melhorado.”
Desafio9“Complicado, mas depois que pega o jeito fica fácil.”
Jogabilidade10“Novos movimentos, o que ajudou muito.”
9.8

#09 – Data: 12/02/2012 – Identificação: Leonardo Moreira

Som10“Perfeito! Cada vez melhor!”
Gráficos10“Incrível! O visual do Crash melhorou muito! E nas fases de chuva e gelo, ele fica com frio! Gostei muito dessa animação!”
Desafio8“Ficou muito fácil. Sempre eu termino os 100% em 2 ou 3 dias. Só jogo porque gosto muito mesmo! Mas sem dúvida é mais aliviador saber que não precisa voltar ao começo da fase sempre que morrer.”
Jogabilidade10“Agora ele consegue se agachar e pula mais alto. Isso facilitou muito.”
9.5

#08 – Data: 13/01/2012 – Identificação: Arthur Pereira da Silva Bermann

Som10“Perfeito. Ótimo.”
Gráficos9“Ótimos, de acordo com os nomes das fases.”
Desafio8“Difícil, mas possível.”
Jogabilidade9“Bem simples.”
9.3

#06 – Data: 22/07/2011 – Identificação: Patrick Lebrand

Som10“Perfeito e as músicas são legais.”
Gráficos10Bem melhores em relação ao primeiro.”
Desafio8.5“Mais fácil que o primeiro, mas não tira a graça do jogo.”
Jogabilidade9.5“Mais movimentos o que melhorou muito.”
9.5

#05 – Data: 11/05/2011 – Identificação: Artur Scurciatto Sutto

Som9.5“Os sons são um pouquinho mais fracos que os do jogo anterior.”
Gráficos10“Os gráficos são perfeitos em comparação ao jogo anterior.”
Desafio10“O desafio é pouco. Mas é bem melhor não ter que voltar a fase toda, se morrer.”
Jogabilidade9.5“Só é um pouco ruim nas partes em você tem que pular em diagonal.”
9.8

#04Data: 01/12/2010 – Identificação: Fagner da Luz dos Santos (em 05/04/2015)

Som10“O que já era bom, conseguiu ficar melhor ainda. Os efeitos sonoros e a ambientação continua fantástica como no primeiro jogo. Além disso, as músicas deste jogo, para mim, são incríveis, para mim esse jogo tem a melhor trilha sonora de toda a série. Josh Mancell é um gênio.”
Gráficos9“A Naughty Dog conseguiu melhorá-los ainda mais, tudo ótimo para a época em que foi lançado, cenários, animações, cutscenes, tudo, além do novo modelo de Crash, que ficou espetacular e é o mais conhecido no mundo.”
Desafio8“Em relação ao jogo anterior, Crash Bandicoot 2 ficou mais fácil, mas ainda assim o jogador encontra momentos em que exigem habilidade. Creio que o desafio ficou mais equilibrado e agradável para a maioria dos jogadores.”
Jogabilidade10“Tudo o que a Naughty Dog errou no primeiro jogo ela corrigiu nesse aqui, as animações estão perfeitas e a jogabilidade com Crash ficou incrível, os novos movimentos fizeram bastante diferença. O legal é que mesmo com os novos movimentos, as fases mantiveram um certo desafio, exigindo habilidade do jogador ao usar esses movimentos. Outra coisa fantástica nesse jogo, mas que não há categoria de análise para eu comentar é a história, um enredo muito bem bolado e para mim é o melhor de toda a série e que eu achei que devia mencionar. Para mim esse é o melhor jogo de Crash Bandicoot já feito.”
9.3

#03Data: 27/04/2008 – Identificação: Murilo Souza P. de Castro

Som10“Os sons ficaram excelentes e combinaram com o jogo.”
Gráficos10“Ficaram muito bons, principalmente os cenários.”
Desafio10“O jogo ficou cheio de segredos e sua dificuldade estava no ponto certo.”
Jogabilidade8“Os novos movimentos de Crash ficaram bons, mas poderia ter tido movimentos que fossem combos.”
9.5

#02Data: 21/12/2005 – Identificação: Guilherme Oliveira

Som10“As músicas estão perfeitas. Os sons dos inimigos e outros efeitos estão muito bons.”
Gráficos10“Os gráficos ficaram muito melhores que os do Crash 1, e dá mais vontade ainda de jogar.”
Desafio10“Depois que tiraram um elefante das costas dos jogadores com esse negócio de não poder morrer, todo mundo pode jogar com mais vontade, não com preocupação de morrer.”
Jogabilidade10“Excelente! Controles Simples e fáceis de aprender.”
10

#01Data: 30/07/2005 – Identificação: Fabio Gava Dalcin

Som10“Muito bom!”
Gráficos10“Foram melhorados muito, e os chefes não são mais esquisitos como em Crash 1.”
Desafio9“Bom, só que acho complicado conseguir a gema em algumas fases.”
Jogabilidade10“Ótima, os movimentos novos vieram a calhar.”
9.8