Menu fechado

Ficha Técnica

Produtora(s):Insomniac Games
Publicadora(s):Universal Interactive Studios
Sony Computer Entertainment
Plataforma(s):PlayStation, PlayStation Network
Gênero(s):Aventura, Plataforma
Modo(s):1 Jogador
Data(s) de Lançamento:24/10/2000 (NA)
10/11/2000 (EU)
06/082001 (AU)
Acessório(s)Memory Card 1 bloco
Gema - Reignited

Detonado

Gema - Reignited

Dicas e Códigos

Gema - Reignited

Bugs do Jogo

História

Após derrotar Ripto em Avalar, Spyro retorna ao Mundo dos Dragões e, aparentemente, está tudo bem… Meses depois, os dragões prepararam uma festa chamada “Ano do Dragão”, festa esta que reúne os ovos de dragão que estão para nascer. Nessa festa, os dragões e Hunter (convidado de Spyro) dormiram após uma grande bagunça.

Enquanto eles dormiam, uma intrusa aparece no Mundo dos Dragões por um buraco juntamente com vários rinocerontes e roubam os 150 ovos trazidos pelas fadas.

Mas, algo dá errado e a intrusa pisa na cauda de Hunter e ele acorda todos os dragões com seu grito… Mas, a intrusa e os rinocerontes escapam pelo mesmo buraco que entraram.

Zoe descobre que aquelas criaturas levaram os ovos para o outro lado do mundo, mais precisamente em Forgotten World (Mundo Esquecido). Esse mundo é governado por uma soberana conhecida como Sorceress.

Sorceress quer os ovos dos dragões para utilizá-los num feitiço que a tornaria imortal e lhe daria asas para voar como os dragões. Bianca, aquela menina estranha, espalha todos os ovos em Forgotten World para chamar a atenção dos dragões de Dragon World, mas apenas Spyro vai coletar os ovos.

A missão de Spyro dessa vez é recuperar os 150 ovos de dragões que estão espalhados em Forgotten World e levá-los salvos para o Mundo dos Dragões.

Análise

por Paulo DB – revisado em 21/01/11

Como já comentei na “Capa” do jogo, a Insomniac Games teve que abandonar o personagem Spyro, deixando-o para a Universal Interactive Studios. Para encerrar a parceria, a Insomniac termina a trilogia com um jogo épico. Spyro: Year of the Dragon é considerado por muitos o melhor jogo do Spyro. Não é que eu não tenha gostado do jogo, mas os bugs que ocorrem na versão alternativa e alguns da versão original (poucos, mas tinham…) derrubaram a nota do jogo.
Vamos começar falando sobre os prós do jogo: os gráficos continuam maravilhosos, muito bem feitos não tendo condições de perceber os “quadradinhos” (os chamados “serrilhados”) na tela.

Continuamos com mais de 100 personagens no jogo, inclusive esse é o jogo com mais fases de toda a série: 36 fases ao todo, contando com as fases dos novos personagens Agent 9, Sergeant Byrd, Bentley e Sheila the Kangaroo e as de Sparx, inéditas na série.

As fases dos 4 personagens novos do jogo se resumem em coletar 3 ovos e uma certa quantidade de jóias e resolver alguns problemas em seus respectivos mundos, depois eles aparecem esporadicamente em outras fases do jogo, em locais que Spyro não pode acessar. Destaque para a fase de Bentley, de luta e a última de Sheila, onde a Insomniac quis homenagear a sua parceira Naughty Dog e o personagem Crash Bandicoot. As fases de Sparx são bem divertidas, lembrando muito jogos antigos de Atari, como “River Raid”… Que saudades! Spyro tem novos equipamentos e minigames no jogo, como skate e submarino.

Os sons novamente foram bem feitos, com trilhas compostas pelo integrante do grupo The Police, Stewart Copeland. A jogabilidade de Spyro 3 é boa, obedecendo com fidelidade aos comandos, mas o que continua irritando é a câmera que não foi melhorada nessa versão. Continuamos com os famosos Skill Points, que já viraram até marca registrada da Insomniac Games.

Falando dos pontos negativos do jogo: as fases são menos realistas que dos jogos anteriores. Eles poderiam ter feito como no jogo Spyro 1, colocando um fundo proporcional à fase ou como na fase “Scorch” do jogo Spyro 2, por exemplo, que a areia do deserto começa no cenário e continua ao infinito. No jogo Spyro 3, os cenários parecem plataformas flutuantes, mas todas as fases, exceto os 4 primeiros Home Worlds. Não sei se era a pressa para entregar o jogo, mas eles poderiam ter melhorado esse ponto.

Buscando evitar a pirataria dos seus jogos, a Sony começa a partir de 2000 a travar seus jogos contra cópias. Por isso, quem conseguiu hackear o jogo nunca teve à sua disposição o jogo perfeito, contendo muitos bugs. Leia na guia “Bugs” quais são os bugs principais do jogo. Para fugir deste problema, não há outra maneira senão comprar o jogo original. Você pode encontrar o jogo original em sites como o Mercado Livre, por exemplo, mas desconfie do preço… Atualmente os jogos originais de PlayStation (PS One) estão por volta de 50 reais. O visitante Patrick Lebrand enviou ao site um link onde você pode fazer o Download do jogo (quase) sem bugs (segundo ele, faltam as vozes dos personagens cuja fala aparece legendada e as fases estão sem música). Este é o endereço: www.mundoemu.net .

No geral, a Insomniac Games, apesar dos problemas, encerrou suas atividades em grande estilo com um jogo longo e bem divertido de se jogar. Em 2009, o jogo foi relançado na loja virtual PlayStation Store, ou seja, quem tem o PlayStation 3 ou PSP poderá jogar esse jogo e, o melhor, sem bugs.

Som
10
Gráficos
9
Desafio
10
Jogabilidade
9
Geral
8

Nota do Site

9.2

Ótimo

Pontos Positivos

Pontos Negativos

Análises dos Visitantes do site

9.4
(3)

#03 – Data: 09/04/2015 – Identificação: Cassio (em 02/04/2017)

Som9“As músicas e os efeitos sonoros são muito bons e combinam bem com cada cenário e personagem.”
Gráficos10“A Insomniac consegui melhorar o que já era ótimo.”
Desafio8.5“O jogo tem tanto momentos fáceis quanto os mais desafiantes.”
Jogabilidade9“A adição de novos personagens inovou a maneira de jogar Spyro. A jogabilidade com cada personagem proporcionam diferentes maneiras de concluir cada nível.”
9.1

#02 – Data: 03/01/2013 – Identificação: “Planeta Gamers”

Som9.5“Ótimas músicas, mas ainda prefiro a do Spyro 1.”
Gráficos10“Melhores que o do seu antecessor.”
Desafio10“Ovos escondidos, Mini-games como os de skate.”
Jogabilidade10“Ótima.”
9.9

#01 – Data: 29/01/2011 – Identificação: Fagner da Luz dos Santos (em 05/04/2015)

Som10“Novamente uma trilha sonora perfeita, com efeitos sonoros e ambientação fantásticos. Mais nada a declarar, épico, apenas isso.”
Gráficos10“Melhorando o que já estava bom, a Insomniac Games criou um jogo com gráficos muito bons para o PSone, animações incríveis, realmente muito bonito.”
Desafio7“O jogo está tão fácil quanto o anterior, mas ainda tem seus momentos de desafio.”
Jogabilidade10“Incrível, a jogabilidade de cada personagem está no ponto, com fases variadas e épicas, muito bom mesmo. Muitos devem estar estranhando eu só falar bem do jogo e não falar dos bugs, mas bem, as versões com bugs são piratas, então não podemos reclamar se as jogamos, pois a culpa é nossa. O jogo original só merece elogios.”
9.3